margaridas

margaridas

SER VERTICAL

Ser antes de tudo

o que se quer.

Não parecer o que se não é.

Ser afinal cada qual

quem é.

Ser sempre o que se deve ser.

Vertical.

Inteiro.

De pé.

Maria Emília Costa Moreira

Seguidores

terça-feira, 26 de junho de 2012

SAUDADES DA ILHA DE MOÇAMBIQUE




Em outras paragens…lá longe…
o sol ardia
sobre a casa vestida de açucenas
e no jardim habitado
por grossas buganvílias rubras.
Uma papaieira grávida e bela
a um canto, oferecendo os frutos
e, quase em frente uma acácia amarela.

Nessa África morena e longínqua
ficaram os coqueiros
a baloiçar na brisa,
as noivas do bosque sorrindo para mim,
e uma multidão de missangas espalhadas
nas areias quentes
de um cristalino mar de saudade.
Uma saudade imensa
que flutua no tempo…sem ter fim…

Rio da Fonte, 25 de Julho 2012



20 comentários:

  1. Magnífico poema!Tocou-me!

    Saudades de um tempo que se foi...

    Belas fotos!

    beijos.

    ResponderEliminar
  2. As impressões dos viajantes nos trazem conceitos subjetivos da beleza não vista, lindo este poema. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  3. Muitas vezes achamos que não temos mais o que fazer, que desistir de tudo é mais fácil,
    que continuar a lutar seria exaustivo, um fardo por vezes insuportável.
    infinitos problemas que atravessam nossa vida quando menos esperamos, nos levam ao desânimo e ao medo,
    à noites em claro o cansaço. Acontece com todo mundo, mas às vezes parece que só acontece conosco.
    Muitas pessoas acreditam que sou muito forte e que tiro tudo de letra mesmo vivenciando experiências difíceis.
    Verdade que sou forte, que luto, que acho forças aonde não existe mais nada.
    Verdade também que não desisto fácil, que sou determinada para vencer obstaculos.
    Eu fico triste sim, eu choro, eu me desespero, eu me irrito, mas hoje muito menos que
    alguns tempos atrás.
    As dores me ensinaram a respeitar a vida.
    Sei que a passagem pela Terra é curta.
    E resolvi fazer o melhor uso possível dos meus dias.
    Não me rendo ao pensamento que a vida é só uma sequência de problemas.
    Mas, eles existem e podem demorar, mas vêm.
    Luto muito, mas nada disso seria completo se eu não tivesse fé.
    E se sou forte, é porque sou uma pessoa de fé, e minha força vem de Deus.
    Minha tarefa ou minha missão esta quase completa.
    Fico imensamente feliz em ter você fazendo parte da minha vida.
    tudo que mais desejo é ter sempre a sua amizade
    para mim tão preciosa.
    Sempre vou te agradecer pelo carinho e amor
    que recebo de você.
    Hoje vim te deixar um carinhoso beijo
    também matar as saudades.
    Carinhosamente.
    Evanir..
    Saudades de um tempo que não volta mais.

    ResponderEliminar
  4. Que c'est beau !! merci. Je t'embrasse.

    ResponderEliminar
  5. Hola María Emilia. Es un poema bello y muy en concordancia con las fotos. Me encanta. Un abrazo¡¡

    ResponderEliminar
  6. Sua saudade foi construída com sensibilidade, nesses versos. Em nossas lembranças, a beleza dos lugares amados permanece intacta. Bjs.

    ResponderEliminar
  7. Maria Emilia!
    Foi um prazer recebe-la em meu blog. Obrigada pelas palavras carinhosas.
    Estou te seguindo, não em retribuição, mas sim porque gostei muito do que encontrei por aqui. Alma sensível.
    Amei o poema..falando de saudade...

    Um bj..

    ResponderEliminar
  8. Não conheço Moçambique, mas já me disseram que é muito bonito!
    Obrigada pela visite, seja sempre bem vinda ao meu cantinho!
    Beijos

    ResponderEliminar
  9. ...e ainda se sentem os odores dos frutos tropicais e o reflexo das missangas, tal a vizualização que imprime na sua poesia com aquela luz eterna de áfrica.
    Lindo, Emília.
    Muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Oi
    Maria Emilia
    Vim retribuir o seu carinho, obrigada!!
    São lindos esses poemas, muito cativante!!
    beijos

    ResponderEliminar
  11. Bonjour Maria Emilia. La traduction Google ne peut tout m'apporter, mais j'ai ressenti en lisant la traduction de ton texte beaucoup de soleil dans une atmosphère chaude et colorée.
    Bonne journée à toi. Bises

    ResponderEliminar
  12. "Um cristalino mar de saudade...!"
    Entendo-te tão bem...
    Que lindo poema... e que belas fotos.

    Beijinhos,

    ResponderEliminar
  13. Hola Maria Emilia. Cuando puedas pásate por mi blog y mira la entrada del día 30 de junio. Saludos.

    ResponderEliminar
  14. Uma foto linda demais deu vontade de conhecer, o poema é maravilhoso!! Parabéns pelo blog já fiquei por aqui grata pela gentileza de postar no meu humilde espaço!

    ResponderEliminar
  15. Moçambique pelas fotos é uma lindíssima cidade e os teus versos mais lindos ainda.
    Abração.

    ResponderEliminar