margaridas

margaridas

SER VERTICAL

Ser antes de tudo

o que se quer.

Não parecer o que se não é.

Ser afinal cada qual

quem é.

Ser sempre o que se deve ser.

Vertical.

Inteiro.

De pé.

Maria Emília Costa Moreira

Seguidores

terça-feira, 16 de outubro de 2012

PARA ALÉM O AZUL



(acrílico  s/ tela  4ox5o)

Este trabalho foi  realizado a partir da observação dos estaleiros de barcos de pesca  que outrora havia na margem do rio Ave, do lado de Vila do Conde. Outros tempos, em que a pesca era uma riqueza para este país.


Para além do cavername, o céu.
Para aquém do céu, o sonho de muitas vidas.
O sono da árvore transformado em embarcação.
Vida difícil de quem se lança mar adentro
num permanente ir e vir…ir e vir…
No ganha pão.
Trágico é partir num dia de céu azul
e, com um golpe de asa,
um mar de azedume e trevas,
corrói o barco, destrói as vidas.
Não voltarão.

Rio da Fonte, 15 de Outubro 2012


27 comentários:

  1. Belo trabalho!, tem profundidade e gostei da gama de cores, parabéns!

    ResponderEliminar
  2. Que trabalho fabuloso!Deliciosa leitura.
    Abração.

    ResponderEliminar
  3. Para além do azul uma gama de cores Outonais.

    Uma combinação perfeita.

    Uma tela fabulosa!Parabéns!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  4. Vão e virão?
    Sempre a incógnita , a agonia, para o pão de cada dia.
    Belo.
    Bji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela visita. Ainda não consegue ver as imagens?Tenho andado a investigar junto de quem sabe e disseram-me que existe na WEB o MOZILLA FIREFOX é um navegador de instalação gratuita e que corrige falhas dos computadores. Existe em Português. Foi isto que consegui saber hoje. Espero que resulte.Um abraço amigo da M. Emília

      Eliminar
    2. Não sei o que se passa com esta máquina. Já tinha escrito o comentário e a informação e tudo sumiu!!
      Obrigada por me visitar. Tenho andado a perguntar como se resolve o problema da falta de imagem...ainda permanece?!
      Hoje disseram-me que existe na WEB o MOZILLA FIREFOX, um navegador de instalação gratuita e que corrige diversas falhas.Existe em Português. Espero que resulte.
      Um abraço.
      M. Emília

      Eliminar
  5. Cara Amiga, se este estaleiro falasse...
    Aqui nasceu muita, da história da nossa marinha.
    No tempo em que ainda apostava-mos no mar, como muito bem diz.
    Bjs
    G.J.

    ResponderEliminar
  6. Fico feliz com as vossas apreciações, tão diferentes e tão enriquecedoras.Obrigada.
    Maria Emília

    ResponderEliminar
  7. Quantas saudades! Por aqui brinquei de bem pequeno, e depois vibrei no circuito de automobilismo, improvisado, já perto do castelo.
    O meu avô José era de Azurara. O meu pai pescava com cana, na maré baixa do lado de Azurara e, na maré alta, no molhe do lado de Vila de Conde.
    A restauração do Convento de Santa Clara esteve orientada pelo meu pai.
    Quantas saudades me trás estes nomes e estes sítios.
    Vivi episódios, como os que tão bem detalhas com os teus versos, mas em Angeiras... quantas tragédias!
    Como dizia Pessoa:
    Oh mar salgado, quando do teu sal
    São lágrimas de Portugal.
    Abraços de vida
    .

    ResponderEliminar
  8. Maria Emilia es un ácrilico muy bonito. Me gusta el colorido y la composición. En la poesía tratas muy bien la vida dura del mar.
    Un abrazo. Sonia.

    ResponderEliminar
  9. Pena que não consigo ver a tela. Conheço bem Vila do Conde, vou lá quase todos os fins de semana, pois moro bem pertinho. Vida dura a dos pescadores, tanto agora quanto em outras épocas. O mar é belo, mas por vezes raivos. Também...nem sempre o respeitamos como deveríamos. Um beijinho e parabéns pelo post. Fica bem, amiga e até breve!
    Emília

    ResponderEliminar
  10. Félicitations pour cette magnifique peinture! Amitiés.

    ResponderEliminar
  11. Muio obrigada Mª emília pela sua gentileza.
    Vou tentar ver com esse motor de busca mas tenho que ver antes.
    Muitos bjis

    ResponderEliminar
  12. Um abraço aos antigos e aos novos seguidores. Gosto da vossa vista e fico contente com os comentários.
    Até sempre.
    Maria Emília

    ResponderEliminar
  13. Another fantastic painting, how good are you, cheers.

    ResponderEliminar
  14. Fabulosa pintura em acrílico. Fantástica arte e maravilhoso poema. Os homens do mar bem o merecem. Criadora de arte divinal, Maria Emília. Cheguei ao seu blog pelo blog de uma amiga. Adorei conhecer a sua arte.
    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  15. °º✿♫
    Muito bonito, colorido e emaranhado como a vida!...
    Boa semana!
    Beijinhos.
    Brasil
    °º✿
    º° ✿♥ ♫° ·.

    ResponderEliminar
  16. Olá Boa noite! Entrei para conhecer teu blog e amei, parabéns pelo bom gosto das suas postagens. Incentivada por minha mana Professora Lourdes Duarte e apaixonada pelo mundo virtual, criei um blog esta semana e estou amando. Já estou seguindo o seu parabéns belas postagens! Convido você a conhecer o meu se gostar participe. Bjuss uma linda noite, fica na paz de Deus.
    Dilene Gomes- **Na vida Tudo tem um sentido **http://dilenegomes.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  17. Lindíssimo,como sempre!!beijos,tudo de bom,ótima semana!chica

    ResponderEliminar
  18. Un lavoro incredibile, interessante e bellissimo !!

    ResponderEliminar
  19. Me encantan los colores que has empleado en esta estructura de madera, exquisitamente mezclados. Un abrazo.

    ResponderEliminar
  20. Muito feliz a postagem. A imagem é bela e sugestiva e os versos de extrema sensibilidade! Me encantaram os dois primeiros: "Para além do cavername, o céu / Para aquém do céu, o sonho de muitas vidas." É o resumo de nossas vidas, não? Não estamos nesse limiar entre o sonho e a realização? Não há, muitas vezes, um cavername entre eles? Beijo.

    ResponderEliminar